domingo, setembro 03, 2006

Breve história da Reforma Agrária (II)


As primeiras movimentações deram primazia à necessidade de estabelecer uma regulamentação colectiva do trabalho agrícola que garantisse o emprego à generalidade dos trabalhadores e o aumento dos salários. Esta fase decorreu de forma muito atribulada e conflituosa ficando conhecida a expressão “distribuições de pessoal”, que designava a pressão levada a cabo pelo sindicato para a colocação de maior número de trabalhadores nas explorações agrícolas. Desta colocação compulsiva resultou uma reacção dos agrários que boicotavam a aplicação das convenções colectivas de trabalho.
Segue-se então a fase das ocupações que se desenrolam numa zona relativamente alargada do Centro e Sul do país tendo como epicentro os distritos alentejanos e o distrito de Setúbal. Até ao final de 1975 foram ocupadas na Z.I.R.A. (Zona de Intervenção da Reforma Agrária) mais de 1 milhão de hectares que correspondiam a sensivelmente 1/3 do total da superfície cultivada nesta zona.
É sintomático como em pouco mais de um ano parte considerável das grandes propriedades são invadidas por trabalhadores agrícolas que para além de afastarem os proprietários e os feitores vão tomar conta da gestão das explorações. Uma série de factores determinam a acção bem sucedida dos trabalhadores: a sua forte motivação (sobretudo no caso dos eventuais), a eficácia com que se desenrolaram as acções sindicais, o apoio político e administrativo demonstrado pelos primeiros governos provisórios e pelas forças militares do MFA, a penetração e a capacidade de organização que o partido comunista detinha nesta zona.

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Essas ocupações de que escreve, foram a origem do descalabro económico e tecnológico em que Portugal se afundou e no qual permanese ainda hoje. De notar, alem do mais, o atrazo de Portugal relativamente aos outros países de Europa, tudo devido aos roubos e estagnação provocados pelos seus camaradas do governo, de então. Parabens pela desgraça que provocaram.

7:22 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Site Counter
Bpath Counter

fugaparaavitoria[arroba]gmail[ponto]com