quarta-feira, dezembro 06, 2006

Linha Ferro precisa-se


O acordo sobre o aumento do salário mínimo celebrado ontem com todos parceiros sociais é um sinal muito positivo para o ambiente económico do país. A somar a este acordo junta-se a reforma da segurança social que não cedeu à verborreia liberal. De facto, nestes últimos meses do ano, Sócrates tem redireccionado mais para a esquerda o rumo programático e (propagandístico) do seu governo. E tem convencido o patronato (e também os sindicatos)! Situação que não é muito habitual em Portugal. Contudo, convém evidenciar que estes dois acordos foram conduzidos pelo mesmo ministro que noutros tempos foi o braço direito de Ferro Rodrigues. Era importante que esta linha política se emancipasse da área da solidariedade social e desse uma ajudinha a outras que estão muito carenciadas de políticas reformistas mais 'à esquerda', como é o caso sintomático do sector da saúde.

1 Comments:

Blogger FT said...

Subscrevo. A actual linha revela-se demasiado reformista. Detestam qie os chamem de neo-liberals, mas são-no, mais que tudo. Veja-se a revogação dos benefícios fiscais aos cidadãos portadores de deficiência, emblemática de tudo menos de um governo dito socialista. A máquina mediática faz o show do costume e passa a ideia contrária, eu fiz as contas e, em 2007, Ano Europeu da Igualdade de oportunidades para Todos, haverá famílias em que ambos os cônjuges são deficientes que teraõ que fazer ginástica orçamental, o corte atinge-os em 300 ou mais euros.

6:51 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Site Counter
Bpath Counter

fugaparaavitoria[arroba]gmail[ponto]com