quarta-feira, julho 05, 2006

Django, Grappelli e o Hot Club de France!!!

J'attendrai...

Artistas como Django Reinhardt e Stéphane Grappelli serão sempre universais. Bem como o quinteto de que fizeram parte, o Hot Clube de France (1933-1942).
Que este filme mágico de 1938 possa inspirar-nos na velocidade de execução, na elegante melodia e na magnífica mudança de ritmos.
Uma breve preciosidade vinda do imediato pós-II Guerra Mundial, do racionamento e da energia libertadora, encontra-se aqui. Outro cheirinho do Django acelerado acolá.
Porquê a lembrança de Django? Por 2 razões: uma delas é a vinda a Lisboa de Bireli Lagrene, o discípulo de Django, na noite de 5.ª (Fórum Lx.). A outra razão, bom, a outra já a disse...
Deixemo-nos embalar na doce beleza da arte!!!
Adenda: um breve documentário sobre Django pode ser visto aqui.

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

há tipos completamente loucos. A falar do hot club da frança no dia d'hoje. mete a viola no saco!

4:49 da tarde  
Blogger Daniel Melo said...

Não tenho viola e não uso saco, só mochilas.

12:26 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Site Counter
Bpath Counter

fugaparaavitoria[arroba]gmail[ponto]com