quarta-feira, agosto 02, 2006

Vidal-Nacquet, helenista e do seu tempo (1930-2006)

"Ser historiador era o melhor meio que encontrei de me interessar por tudo o que me apaixonava - a História, é claro, sobretudo a História contemporânea, a Filosofia e a Literatura, ou seja, a poesia, o romance e o teatro. Mas, para além desta procura da totalidade, a História nasceu, para mim, de uma reflexão sobre a tragédia."
O historiador Pierre Vidal-Nacquet faleceu na 6.ª passada, aos 76 anos. Filho de judeus mortos pelos nazis, descobriu a sua vocação na questão judaica (Caso Dreyfus), embora originalmente se tenha dedicado à Grécia antiga.
Empenhou-se civicamente e em questões difíceis: contra a tortura (Argélia colonial, Grécia dos coronéis, agressão da Palestina por Sharon, etc.), a repressão (nas cadeias), o negacionismo do Holocausto, etc..
Vidal-Naquet teve o mérito de escrever simples, o que no espaço francês é um feito. Quem quiser comprovar pode ler um excerto do seu texto Atlantis and the Nations, que consegue juntar os seus 4 temas predilectos: Grécia antiga, povo judaico, nacionalismo e Europa. Nada mau.
Foi director do Centre Louis Gernet de Recherches Comparées sur les Sociétés Anciennes da EHESS (Paris). Algumas das suas obras mais conhecidas são: La Grèce ancienne (1990-92), Les Juifs, la mémoire et le présent (1991) e Mythe et tragédie en Grèce ancienne (com J.-P. Vernant, La Découverte, 2000). Nb: bibliografia original aqui ou aqui; perfil e entrevistas aqui; cit. em Ana Navarro Pedro, "Pierre Vidal-Nacquet, «um historiador militante»", Público, 1/VII, p. 17.

6 Comments:

Anonymous afonso dinis said...

É pena que a francofobia assalte também este blogue, porque se há coisa que distingue a historiografia francesa é precisamente o estilo extremamente depurado. Ou nunca leu Braudel, Duby, Ariès, Bloch ou sim Vidal-Nacquet?
Isto de só conhecer chavões (e "pós-estruturalistas") é complicado...

2:28 da manhã  
Blogger Shyznogud said...

Curiosamente o artigo em inglês da Wikipedia está mais completo que o francês:
http://en.wikipedia.org/wiki/Pierre_Vidal-Naquet

10:39 da manhã  
Blogger Daniel Melo said...

Francofobia?!
Enfim, posso conceder que na historiografia francesa existem autores com escrita clara (sim, esses que cita mais Febvre, Le Goff, Ladurie, etc.).
Estava a referir-me às ciências sociais em geral, Bourdieus, Foucaults, Chartiers, etc., os quais, conquanto fundamentais, são de escrita arrevesada e, por vezes, propositadamente hermética.
Quanto ao Braudel, tem dias (a Gramática das civilizações é uma coisa, o Mediterrâneo e o mundo mediterrânico outra). Etc.. Daí a "estilo extremamente depurado", enfim...não ia tão longe.
Por fim, surpreende-me essa tirada da francofobia: neste blogue já falámos construtivamente de várias personalidades do espaço francófono, designadamente de Ali Farka Touré, Voltaire, Ségolène Royal, Tiken Jah Fakoly, Yanis Odua, Django Reinhardt, Birélli Lagrène e, agora, de Vidal-Naquet.
Além do CPE, do Maio de 68 e das Cartas de Paris!
Estou surpreso...
Sinceramente, gostava de conhecer outro(s) blogue(s) luso(s) generalista(s) que tenha(m) conseguido falar de tantas personalidades francófonas em meio ano.

10:40 da tarde  
Blogger Daniel Melo said...

Ia-me esquecendo da homenagem ao caricaturista francês Jacques Faizant (post de 20/III), além da inserção de vários sites franceses na lista de media e de 2 desenhadores francófonos na lista de cartoons (Franquin e Plantu).

10:45 da tarde  
Anonymous afonso dinis said...

Assim estamos entendidos, retiro o que disse :)

Apenas acrescentaria que, embora as obras mais ambiciosas de Braudel exijam uma leitura mais demorada do que as suas obras mais didácticas, há sempre um rigor clássico na sua linguagem que eu julgo exemplar.

E eu acho que mesmo Bourdieu, uma vez dominado o vocabulário, constitui uma leitura fascinante (o mesmo não posso dizer de Foucault, contudo), tal é a facilidade com que ele usa os mais diversos registos.

5:26 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Keep up the good work Linen cabinet sink stand 2005 medicare hmo membership Grabel moving company Chrysler bikes Cisco ip 7940 series manual wireless family phone plans Day hiking boots widths navigation evropa car Pamela anderson s vagina were to hide gps on car Cancer in lymph nodes in groin area Ditka levitra mike interior design Tennis balls engraved

6:04 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Site Counter
Bpath Counter

fugaparaavitoria[arroba]gmail[ponto]com