quarta-feira, novembro 30, 2005

700, só?

A cena dos setecentos sindicalistas que apoiam Cavaco é uma das maiores rábulas de campanha. Lembro-me de uma professora numa universidade privada, que frequentei só por um ano, fazer a mais escandalosa apologia do senhor de botas cardadas e depois dizer com toda a candura que era dirigente de uma organização de trabalhadores democrata-cristãos. Há coisas que não jogam umas com as outras. Mas não vejam nisto qualquer espécie de teimosia: no dia em que Carvalho da Silva apoiar Cavaco, o meu voto vem logo a seguir ao dele. Atreve-te, moço...

5 Comments:

Blogger PiresF said...

Espero que não, ou deixo de pagar as quotas.

1:17 da tarde  
Blogger AMN said...

Caro Celso, os partidos democratas cristãos têm uma enorme tradição em sindicalismo. Tradição essa, aliás, de grande relevo. Coisa diferente será considerar a existência de uma verdadeira democracia cristã em Portugal.
Um abraço
Adolfo

4:55 da tarde  
Blogger Celso Martins said...

precisamente, amn, há coisas que não jogam umas com as outras.

12:16 da manhã  
Anonymous fidel said...

Camarada com deve saber sindicalistas trabalhadores são coisa muito rara como tal é possível que esses poucos que apoiam o camarada anibal sejam dessa espécie.
Os outros, a grande maioria, são uns autênticos parasitas aos quais convém que esta mama não se acabe e como todos sabemos com a esquerda no poder é só mamar.

4:14 da tarde  
Blogger Celso Martins said...

Que saudades do fidel. Seja benvido, camarada. confesso que já estava a sentir o síndrome da privação. a demagogia é viciante.

11:32 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Site Counter
Bpath Counter

fugaparaavitoria[arroba]gmail[ponto]com