sexta-feira, novembro 11, 2005

Apenas um «supônhamos»

A direita sente claramente que numa 2ª volta a vitória de Cavaco Silva estará comprometida. Isso inquieta-os. Afinal de contas estas presidenciais foram ensaiadas, pelo menos durante 2 anos, como um passeio de Cavaco. Por isso o apelo ao voto esquerdista, seja em que candidato for, é vital.
Faça-se um pequeno exercício de futurologia. Imagine-se que Cavaco é eleito PR em Janeiro de 2006. Exercerá portanto o cargo até início de 2011. Para não mencionar o desejo revanchista da sua entourage, pense-se pelo menos no seguinte: no princípio de 2009 haverá eleições legislativas. Depois de 4 anos de poder, dificultados por uma presidência que, já o assumiu, actuará com forte cunho executivo, é bem possível que o PS as perca. Eventualmente, uma reedição da coligação PSD/PP assumirá de novo o poder. Nessa altura, com Cavaco Silva em Belém, imagine-se o que seria. Se nos 4 anos de Durão/Portas/Leite/Félix/Santana o ataque à classe média foi o que foi, imagine-se essa dúzia e meia de meses. Não são maniqueísmos. É apenas um «supônhamos».

1 Comments:

Blogger tartaruga said...

Esperemos que não passe de um mero "supônhamos".

Gostei do "neoburrismo"
(O português é exímio em vandalizar insistentemente a língua materna sem nunca se questionar).

7:10 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Site Counter
Bpath Counter

fugaparaavitoria[arroba]gmail[ponto]com