domingo, março 26, 2006

Eles divertem-se, eles divertem


Há uns meses, o CDS-PP realizou um congresso para encontrar um novo líder. Depois, não contente, realizou eleições directas para legitimar o líder segundo as novas modas. Agora e com um grupo parlamentar hostil composto por um bando de garotos, volta a marcar um congresso para religitimar a estratégia do líder. A particularidade é que no congresso só serão aceites moções que tenham implícitas candidaturas à liderança. Perceberam? Não, eu explico. O CDS é o partido mais democrático de Portugal. Elege um líder com critérios representativos, depois reforça a sua liderança com directas. Não contente com isso reforça ainda mais um bocadinho e obriga uns chatos que andam lá a intrigar a candidatarem-se se quiserem meter estopa (o que é, aliás, muito bem feito). Moral da história, com tanta legitimação, ou Ribeiro e Castro sai do congresso como líder vitalício como aquele senhor do Cazaquistão, ou transforma-se numa produtora de eventos e variedades o que sempre seria divertido.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Site Counter
Bpath Counter

fugaparaavitoria[arroba]gmail[ponto]com