terça-feira, agosto 08, 2006

O povo exige: gaspacho!

Vem no autorizado Tratado completo de cozinha e de copa, por isso, pode reproduzir-se:
"É um alimento usado pelos espanhóis, pelo meio dos dias quentes, como alimento e como refresco.
Põe-se pão espanhol numa tigela com água e, depois de bem amolecido, esmaga-se num almofariz com um pouco de sal refinado.
À parte, picam-se pepino e cebola, deitam-se numa saladeira com azeite, vinagre e água fresca; por cima, deita-se-lhe o pão esmagado e serve-se".
Duvidamos que fossse receita exclusivamente espanhola, talvez mediterrânica, há que verificar noutros tratados e noutras fontes.
Cheira a que, por 1904, data da versão original, imperava algum fervor caseiro, desculpável face ao levantamento cuidado e refinado feito por Carlos Bandeira de Melo (1848-1924), oficial do exército e industrial, fundador da Empresa Cerâmica de Lisboa e autor de diversas obras de "utilidade doméstica". E que escrita portuguesa tão elegante, havemos de voltar a ela... Bom apetite!
Carlos Bento da Maia (2.ª ed., Pubs. D. Quixote, Lx., 1995, p. 267)

8 Comments:

Blogger CLeone said...

Como temos falado por posts noutros sites que não os nossos, e vendo que também no que diz respeito ao gaspacho somos amigos do mesmo povo, uma sugestão: o mais original, e melhor, gaspacho de Lisboa é servido como entrada no restaurante A Galeria (Rua de São Bento).
Boas férias
PS Não sei se viu recentemente a Vox Populi ao post do Cardoso Reis...

10:39 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Há também uma velha receita de gaspacho algarvio de Boliqueime, que recuperei e adaptei aos novos auxiliares domésticos (em vez do almofariz usa-se a varinha mágica) e o pão fica inteiro mas tem de ser partido à mão e não com faca, vá-se lá saber porquê...
Boliqueime, varinha mágica, hum, isto parece familiar.
Podemos almoçar no Sábado só para comprovar quão prazenteiro é este gaspacho de Boliqueime em tempos de calor.

3:22 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

de Lagos a Mértola e além, come-se gaspacho, é pedi-lo. Isto está mal, mas já dizer que é comida de espanhóis, só lendo na internet.

11:15 da tarde  
Blogger Daniel Melo said...

Caro Carlos Leone:
bom, já percebi que só nós os 2 é que não estamos de férias por cá, e que o João Miguel Almeida regressou entretanto e está a manter o leme do barco do povo.
Eu já lá vou molhar o pão, não sem deixar tb. aqui um cheirinho similar.
Obrigado pela sugestão, hei-de experimentar.

11:55 da tarde  
Blogger Daniel Melo said...

Cara leitora de Boliqueime:
mt. obrigado pela saudosa lembrança e pelo convite, que tenho mt. gosto em aceder, já com água na boca e com pré-combinação para uma praia a meio da tarde (tb. vêm?).
Pareceu de propósito mas não foi, saiu assim.
Até sábado, então.

12:03 da manhã  
Blogger Daniel Melo said...

Posso (podemos!) agora confirmar que esse gaspacho é, de facto, um achado.
É um excelente e original cruzamento dos outros 2, o andaluz 'cremoso' e o mais popular luso, que leva os legumes unicamente em pedaços.
Muito refrescante e leve.
O bacalhau à espiritual tb. estava formidável, bem como os queijinhos e aquele divinal arroz doce final.
Inolvidável!

4:37 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Where did you find it? Interesting read »

12:36 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

best regards, nice info film editing schools

9:19 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Site Counter
Bpath Counter

fugaparaavitoria[arroba]gmail[ponto]com